Blog Ecoconcept

O que torna o mercado imobiliário resiste a crises?

WhatsApp Image 2022-03-16 at 16.40.37.jpeg
0-cover-mercado-imobiliario-2022-previsoes-analise-comrpar-casa-investimento.jpeg
mercado-imobiliario-2021.jpeg
sd_3010.jpeg

Em primeiro lugar, é preciso entender que o bem imóvel é responsável por satisfazer uma necessidade primária de qualquer ser humano, é então um tema delicado para qualquer ser humano na sua tomada de decisão, sendo esta decisão ponderada e forte.
Perante o cenário pandémico que afetou toda a economia e tendo ainda em memória os resultados catastróficos da última crise de 2008, antevia-se um futuro complicado para o mercado imobiliário. Contra todas as expectativas, este mercado manteve-se relativamente estável, sendo destacado como um dos mercados que melhor aguentou a crise pandémica que assombrou a economia geral.

Quais são as razões que justificam tal estabilidade?

A atratividade do mercado e de Portugal, apesar das circunstâncias em que nos encontramos, é sempre elevada e convidativa a novos investidores, a grande prova disso é o facto de Lisboa apresentar maiores taxas de rendimento face a Madrid, Paris, Londres e Frankfurt (Fonte: Observador), ou mesmo de Lisboa ter sido considerado o principal destino de investimento imobiliário dentro da europa em 2019, por um estudo realizado pela empresa PWC e a empresa Urban Land Institute. O facto de Portugal ser um país de elevada afluência turística, com um clima agradável, de localização relativamente acessível, com preços competitivos, na perspetiva de custo de vida e de imobiliário são também condicionantes positivas que sustentam a estabilidade do mercado imobiliário no nosso país.
Embora a crise pandémica tenha adiado a venda de imóveis significativos, quer em número quer na dimensão e prestígio dos mesmos o mercado permaneceu resiliente.
As estimativas de investimento para 2022 superam as do ano anterior, com um número de transações bastante promissor.
Observemos, por exemplo, o mercado de escritórios. Adicionando ao interesse constante de diversas empresas em possuir escritórios de forma a poder realizar o seu trabalho diário, a temática do teletrabalho e das novas metodologias de trabalho revolucionou a forma e utilidade que os escritórios têm para o ser humano. Assim, a ideia de o escritório ser um local exclusivo de trabalho, com elementos apenas e só focados no desenvolvimento do mesmo, concebida e reforçada até aos dias de hoje, ganhou uma tendência inversa com esta situação pandémica, uma mudança de mindset que nos fez olhar para este local de uma forma distinta: um espaço de criatividade. Desta forma, a elevada procura foi um dos fatores que fez com que este mercado conseguisse resistir à crise.

Devido a todas as complicações envolventes na compra e venda do imóvel, que podem ir do valor avultado do produto até aos custos que estes tipos de transações acarretam, o tempo até ao mesmo se converter em dinheiro será, naturalmente, considerável.
A exclusividade e escassez de um imóvel pode também ser um fator que justifica a estabilidade do preço do mesmo, as características e valor (objetivo e subjetivo) para o cliente faz com que o valor do mesmo obtenha alguma estabilidade. Nesta linha de pensamento, é importante mencionar que a localização do imóvel pode acrescentar/diminuir valor, a sua procura será mais elevada nas regiões mais populosas.
A segurança e previsibilidade deste mercado são também indicadores que contribuem para a estabilidade deste imóvel. Como todos os bens, existe variação do preço do bem imóvel, porém a volatilidade não é tão significativa, quando comparada com outros investimentos.